Casa na Foz, Porto

Rua da Trinitária, Porto
1999/2004O lote desta casa na Foz é “apertado”. “Apertado”, porque o perímetro da área de implantação é rígido e a sua ocupação é obrigatória, segundo o regulamento do loteamento. O mesmo se aplica aos vários andares.

Assim, definiu-se uma partição funcional do espaço interior que se enquadrasse no perímetro exterior obrigatório e, simultâneamente acomodasse o programa funcional.

Por isso, a distribuição das áreas habitáveis obrigou estratagemas para a fruição máxima do espaço da moradia. Exemplo disso é, a sucessão de salas mais ou menos interligadas, no r/c; a divisão do espaço de estar em dois níveis, tendo o pátio exterior como patamar intermédio e referência comum. Este pátio, desfasado de qualquer piso, é o prolongamento, no exterior, de ambas as salas. Por outro lado, dá condições de iluminação e exposição solar adequadas ao uso agradável da sala em cave.

Os 4 quartos da casa na Foz acomodam-se no 1º andar, e o 2º andar é destinado ao ginásio.

Foram criados terraços acessíveis, sempre que possível.