Casa em Barbeita, Monção

Barbeita, Monção
1999A casa em Barbeita, Monção, implanta-se num terreno, com uma leve pendente a norte. O terreno não tinha mais referências que o seu portão de acesso e os seus próprios limites. No entanto, a Serra da Franqueira, na Galiza, foi a referência paisagística, a ter em conta.
A casa em Barbeita teria que ser térrea e teria que ter três quartos, por definição do programa.
Entendeu-se que o edifício deveria estruturar o terreno, referencia-lo, e ordena-lo através da sua volumetria e das opções nos arranjos exteriores. Deveria proteger o espaço exterior dos ventos dominantes e favorecer as condições de melhor fruição da piscina de ar livre.
Assim, a moradia desenvolve-se em torno de um espaço relvado sobrelevado. Este espaço, é exterior ao eixo de ordenamento do conjunto e que corresponde ao  percurso de acesso à casa, a partir do arruamento.
O volume garagem, situada do lado oposto, integra a composição do alçado Sul da moradia, através do prolongamento da pala que protege e sombreia a sala de estar e a entrada na casa.
A piscina ocupa a área a Sul da casa, exposta ao Sul e abrigada dos ventos dominantes, permite uma utilização plena sem qualquer prejuízo para a vivência dos espaços interiores da casa. O prolongamento da parede nascente, para Sul, concorre para o conforto e privacidade no uso do espaço envolvente da piscina. Por trás dela implantam-se os apoios à piscina.
Planta geral da moradia em Barbeita